Segurança do trabalho

Segurança do trabalho e procedimentos burocráticos

O cumprimento de uma função laboral envolve diversos fatores que vão desde a remuneração que é dada, o relacionamento com as lideranças e chefias e principalmente com o ambiente em que a função é desenvolvida.

Nesse último tópico podemos considerar que existem variantes de riscos que ocorrem, há aquelas menos perigosas (que não ocasionam morte ou mutilamento).

Como os trabalhos em escritórios onde o risco ergonômico como o desenvolvimento de LER – Lesão por Esforço Repetitivo.

É alto e aqueles que são mais insalubres (como supervisor de espaço confinado) que podem ocasionar doenças sérias e alguns casos até a morte como indústrias químicas, operador de raio x e assim por diante.

É por conta desses riscos existentes dentro do ambiente de trabalho que existem as diretrizes da segurança do trabalho que vão além de simplesmente garantir a elaboração de PPRA (programa de prevenção de riscos ambientais).

Mas de um planejamento e feitura de treinamentos para que a segurança e a saúde do colaborador seja garantida.

Para termos noção de como a segurança do trabalho é importantes, o Brasil é um dos países com mais acidentes de trabalho no mundo, tendo por ano cerca de 700 mil acidentes. Esse número só fica atrás de países como China e Índia.

É por isso que o profissional da segurança do trabalho age no sentido de mitigar os acidentes fazendo com que o ambiente seja seguro.

E isso é possível por meio de treinamento espaço confinado, treinamento em normas regulamentadoras e assim por diante.

Entendendo a segurança do trabalho

A segurança do trabalho é uma ciência que estuda a ocorrência de acidentes de trabalho em diversos tipos de ambientes, e mais, ajuda na elaboração de planos de prevenção de acidentes e tudo com o objetivo de manter a saúde do trabalhador e garantindo seu bem estar.

Para que tudo isso seja possível, os profissionais da segurança do trabalho possuem em sua formação conhecimentos diversos como:

  • Medicina;
  • Engenharia;
  • Enfermagem;
  • Estatística;
  • Epidemiologia entre outros.

Além do mais, os profissionais dessa área instruem em curso NR 33, NR 15, NR 20 e outras normas regulamentadoras, e fazem parte no desenvolvimento de equipamentos de proteção individual.

Equipe multidisciplinar para a segurança

Para que a segurança do trabalho seja feita com eficiência é composta por um número de diferentes profissionais.

Esses profissionais estão regulados por legislação trabalhistas e que são guiados pelos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).

Os profissionais que compõe o corpo de trabalho são: enfermeiro do trabalho, técnico de segurança do trabalho, médico especializado em medicina do trabalho.

Assim, há a formação de um grupo de profissionais multidisciplinar que consegue fazer a abordagem de qualquer questão relacionada a segurança.

Porém, os profissionais exigidos pelo SESMT variam de acordo com o número de funcionário dentro da empresa e os níveis de risco que ela apresenta.

Para entendermos melhor, uma empresa com um risco 2 e que possui mais de mil empregados precisam na equipe de segurança do trabalho um médico, um engenheiro em tempo parcial, um técnico e um auxiliar de enfermagem em tempo integral.

Os profissionais de segurança do trabalhado elaboram relatórios e documentos como o PPP Segurança do trabalho. O PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário – é um exigência da Previdência Social para todas as empresas, de pequenas a grande porte.

Esse documento reúne toda a história laboral do colaborador. Nele há informações de dados administrativos, locais onde trabalhou, os tempos em cada função, resultados de monitoração biológica dentre outros elementos.

O PPP tem diversos objetivos como, comprovação das condições do trabalhador para requerer benefícios da Previdência Social, principalmente a aposentadoria especial.

Fornecer ao trabalhador provas com relação as condições de trabalho realizado pela empresa. Mostra para a Previdência possíveis condições nocivas do trabalho e que garanta ao trabalhador aposentadoria especial.

Ajuda a possibilitar que administradores públicos da Previdência tenha acesso a dados verdadeiros como fonte confiável para elaboração de estatísticas e desenvolvimento de vigilância epidemiológica à saúde do colaborador e definir estratégias para o PPRA como fazer em esfera coletiva.

Assim, a segurança do trabalho é essencial, pois garante que o ambiente de trabalho tenha condições mínimas de segurança que asseguram o bem estar e a saúde dos colaboradores no cumprimento da função.

Leave a Comment