Segurança no trabalho

Segurança do trabalho e equipamentos de segurança

A segurança do trabalho é um dos assuntos mais importantes dentro das empresas e indústrias. Isso não acontece por acaso, afinal, a segurança do trabalho consiste no investimento em elementos de segurança e na realização de planos e análise de riscos nos ambientes, de modo a garantir a seguridade dos colaboradores e dos projetos.

Tanto a construção civil, que investe em equipamentos de segurança trabalho em altura, como os escritórios que possuem equipamentos ergonômicos, todos precisam atualizar seus dados e suas estratégias quanto a esse elemento.

Além de proteger os funcionários, o investimento na segurança do trabalho permite que a empresa e seus regulamentos tenham mais perícia, pois caso ocorra acidentes e doenças no local de trabalho, a empresa pode gerar responsabilidades penais, civis, trabalhistas e acidentárias.

Caso não haja a observação do uso dos equipamentos para trabalho em altura, ou então de elementos que permitem o conforto ergonômico, pode gerar processos que resultam em:

  • Indenização por acidentes de trabalho;
  • Pensão mensal;
  • Indenização por despesas médicas;
  • Indenização por danos morais.

Este texto falará com mais detalhes sobre a segurança do trabalho e suas implicações nos colaboradores dentro da empresa.

Entendendo a segurança do trabalho

A segurança do trabalho, ao olhar de primeiro momento, é um termo vago, porém, ela é muito mais profunda quando entendemos que se trata de um conjunto de normas, medidas e ações preventivas que tem como objetivo central a melhoria do ambiente de trabalho.

Essa ciência do trabalho também trata da prevenção de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho.

Tudo isso ocorre por meio de análises e técnicas que identificam os elementos ausentes na prevenção de acidentes, como o uso do suporte para pés ergonômico, que evita doenças como o LER (Lesão por Esforço Repetitivo).

Assim, todos os profissionais da segurança do trabalho visam criar um ambiente livre, ou com menos riscos ocupacionais, tanto para os funcionários internos como para os visitantes e funcionários intermitentes.

A segurança do trabalho é regida pelas Normas Regulamentadoras, conhecidas como NRs, que podem ser complementadas também por decretos e portarias.

Esse setor é composto por diversos profissionais, que vão desde técnicos – que lidam com a elaboração de normas e planos de prevenção, como o uso do apoio ergonômico para os pés – até médicos e enfermeiros.

Riscos possíveis no trabalho

Segundo os estudos de segurança do trabalho, há alguns riscos que os colaboradores podem ser expostos. Figuram entre os principais:

1. Riscos Físicos

São todos os fatores que envolvem fatores e agentes dentro e fora do ambiente de trabalho e que, consequentemente, podem afetar a saúde e a integridade física do trabalhador, afetando o corpo ou os sentidos, por exemplo. Nesse contexto, é possível destacar fatores como ruídos, vibrações, umidade, frio, entre outros.

2. Riscos Químicos

São substâncias que contaminam o ambiente do trabalho e que causam danos à integridade física e mental como névoa, gases, vapores e outras substâncias.

3. Riscos ergonômicos

São um dos riscos que mais passam batido pelos empresários, pois muitos investem nos itens de segurança habituais (e extremamente necessários) como o cartão de proximidade, crachás e bons computadores, mas esquecem que a ergonomia permite a eficiência do trabalho e menores danos à postura dos colaboradores.

Basicamente, esses itens envolvem processos com esforço físicos, levantamento e transporte do peso, posturas incorretas e ritmos excessivos de trabalho, minimizando os efeitos desses agentes.

Segurança: ações para prevenir acidentes

Há algumas ações que podem prevenir acidentes e que são muito importantes para os funcionários. O primeiro é a iluminação.

A iluminação é imprescindível para um trabalho eficiente, assim como o cartão proximidade permite a entrada dos funcionários na empresa. Isso ocorre porque ambientes escuros permitem quedas e prejudicam a visão.

Para ter um ambiente mais confortável e mais iluminado, é importante a instalação de lâmpadas de led, para que o ambiente permita a visão de forma clara.

Outro fator é o conforto térmico. Trabalhar em lugares muito quentes ou muito frios acarreta em resfriados e acidentes, além de doenças respiratórias. Nesse caso, é preciso colocar um ar condicionados ou então aquecedores para controlarem a temperatura do local, trazendo uma sensação térmica mais confortável.

Com relação ao uso deses equipamentos, é essencial que seja realizada uma manutenção constante dos aparelhos térmicos, de modo a prolongar sua vida útil e evitar que eles ofereçam riscos aos colaboradores.

Um caso recorrente é o de erro de postura, principalmente nas profissões que trabalham no escritório. Erro postural causa dores na coluna e o surgimento do LER ou DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).

Para evitar o surgimentos desses problemas é possível o uso de um apoio para lombar, que é anatômico e previne desconfortos e problemas nas posturas.

Desse modo, é imprescindível notar que a segurança do trabalho é muito importante para que o ambiente fique mais agradável e confortável, assegurando qualidade e eficiência.

Leave a Comment