odontologia-preventiva

Odontologia Preventiva: entenda a importância do exame bucal de prevenção

A fala é antiga, mas cabe muito bem aqui para explicar a importância da Odontologia Preventiva. Estamos falando do ditado: “é melhor prevenir do que remediar”. É comum darmos atenção aos problemas a partir do momento em que eles trazem desconforto.

Por isso, muita gente só procura o dentista no momento em que a dor (insistente) nos dentes começa a incomodar. Entretanto, a prevenção odontológica permite manter a saúde oral em dia, evitando que problemas pequenos se transformem em obstáculos maiores.

Inclusive, para que essa realidade tome proporções visíveis, no último levantamento realizado em 2019, do total de atendimentos realizados pelos planos odontológicos, 44% foram de procedimentos preventivos.

Tendo isso em vista, o checkup e os tratamentos como limpeza nos dentes, aplicação de flúor e tratamento de doenças na gengiva são cobertos pela maioria dos convênios. Com isso se observa a necessidade de um bom plano.

Mas no geral, todos os tratamentos que englobam esse amplo universo de prevenção odontológica têm um custo baixo e, por isso mesmo, devem ser mantidos para evitar os gastos maiores com procedimentos complexos.

E o que mais engloba a Odontologia Preventiva? Continue lendo este artigo e entenda tudo que você pode evitar, mantendo suas visitas ao dentista em dia, bem como conquistando uma saúde bucal de primeira.

O que é Odontologia Preventiva?

A Odontologia Preventiva é uma área da Odontologia focada na manutenção da saúde bucal, através de exames frequentes para tratar precocemente e evitar doenças orais graves. 

Fazendo o exame bucal periodicamente, é possível evitar estatísticas preocupantes como as apresentadas na última Pesquisa Nacional de Saúde Bucal feita pelo IBGE. 

Nela, foi registrado que dos 162 milhões de brasileiros maiores de 18 anos: 34 milhões perderam 13 dentes ou mais; e outros 14 milhões perderam todos os dentes.

Os dados são preocupantes e refletem a necessidade de se investir cada vez mais em educação relacionada à higiene bucal para informar com mais eficiência a população, inclusive as pessoas mais jovens. 

Além da relação com a saúde bucal em si, a Odontologia Preventiva também colabora em outras áreas. Muitos problemas cardíacos, por exemplo, são causados por situações bucais não tratadas.

Então, quais tipos de procedimentos estão incluídos na Odontologia Preventiva e que não podem ser esquecidos? Para responder essa pergunta e diversas outras, continue com a leitura do material!

Quais são os procedimentos de prevenção odontológica?

Cada pessoa terá necessidades de acompanhamento específicas a partir dos exames básicos da Odontologia Preventiva. Para te ajudar a entender como o exame bucal pode ser abrangente, listamos os principais procedimentos a seguir:

1. Exame da saúde bucal

O exame da saúde bucal é um dos procedimentos padrão da Odontologia Preventiva. Nele, o dentista examina em detalhes toda cavidade bucal. Para isso, utiliza diversos utensílios como espelhos e até câmera intra-oral para uma checagem mais precisa e segura.

Com essa avaliação inicial, pode ser detectada a necessidade de tratar cáries, doenças na gengiva ou apenas fazer uma limpeza e aplicação de flúor. Recomenda-se que as crianças façam esse check up anualmente, pois têm mais propensão a desenvolver cáries. 

Já adultos com boa higiene bucal podem passar até dois anos entre uma visita e outra, mas também é recomendada uma limpeza nos dentes de 6 em 6 meses para acompanhamento.

2. Limpeza nos dentes

A limpeza nos dentes também é um procedimento conhecido da Odontologia Preventiva. Ela remove as placas bacterianas que podem trazer problemas para a saúde dos dentes e da gengiva.

Nos adultos, é recomendada, como mencionamos acima, que seja feita de seis em seis meses para evitar acúmulos dos resquícios de placa. Após a limpeza, é feita também a aplicação de flúor que previne o surgimento de cáries. 

2. Radiografia panorâmica

Os exames de imagem como a radiografia panorâmica da face também auxiliam a Odontologia Preventiva. As imagens radiográficas permitem detectar com mais facilidade tumores e cistos faciais, além de doenças periodontais, cáries e até perda óssea. 

Assim, o dentista consegue encaminhar o paciente para a especialidade adequada para a correção do problema a tempo. 

3. Exame de prevenção do câncer de boca

Na Odontologia Preventiva, os exames para prevenir o câncer de boca são importantes, especialmente em pacientes propensos ao problema como os fumantes. Para o exame bucal com essa finalidade são analisados:

  • A face;
  • O pescoço; 
  • A língua; 
  • Os lábios; 
  • A garganta; 
  • As bochechas;
  • A gengiva. 

Se necessário, podem ser pedidos exames complementares de imagem como a radiografia e outros para confirmar algum sinal de câncer bucal ou outras lesões.

4. Doenças na gengiva

As doenças na gengiva também são tratadas na Odontologia Preventiva. O dentista examina tanto as gengivas quanto a estrutura óssea que fica próxima aos dentes.

As doenças periodontais, se não tratadas, também podem comprometer a saúde do osso. Para evitá-las é importante manter uma higiene bucal diária eficiente, com boa escovação e uso de fio dental.

Quando elas acontecem, quanto antes forem tratadas, mais rápido o problema é resolvido e evita os casos graves.

5. Exames para detecção de cárie dentária

A Odontologia Preventiva também ajuda a evitar os casos graves de cárie que podem chegar ao extremo e causar a perda do dente. Mas com visitas regulares ao dentista, ele pode analisar as superfícies dentárias para detectar a existência de cáries.

Hoje, existem tecnologias digitais avançadas que fazem uma avaliação não só da existência como da profundidade da cárie, o que permite o tratamento adequado e rápido. 

Qual a importância da odontologia preventiva?

A Odontologia Preventiva é importante, pois evita que problemas odontológicos simples se tornem graves, simplesmente pela falta de cuidado. Além disso, a educação em relação à higiene bucal é o mais importante quando se fala em prevenção odontológica.

Com os hábitos corretos no dia a dia, os dentes se mantêm saudáveis e as idas ao dentistas são apenas para manutenção.

Outro ponto importante, é que a Odontologia Preventiva também auxilia no encaminhamento para cirurgia oral, que trata problemas como dentes inclusos (o siso), pericoronarites (inflamação das mucosas), apinhamento dentário (mal posicionamento), entre outros.

Quanto custa um tratamento dentário?

O valor de um tratamento dentário de Odontologia Preventiva varia de acordo com o profissional e a sua região do país. 

Para fazer uma boa escolha, pesquise profissionais que são referência na sua cidade e também peça a indicação de amigos. Assim, você pode fazer um bom investimento do seu dinheiro e se tratar com um profissional qualificado.

Este post foi escrito especialmente para o blog Network e é uma iniciativa do Instituto Maxilo Facial de apresentar os benefícios da Odontologia Preventiva para a manutenção da saúde bucal dos pacientes.

 

Tags: No tags

Leave a Comment