fispq

FISPQ: qual a importância e como é feita?

A indústria química exige bastante atenção e cuidado nas questões relacionadas ao manuseio seguro dos produtos químicos e gestão dos produtos. Neste ponto, a Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ) é um documento de valor.

Já que a produção e manuseio de produtos químicos é um grande desafio em todo o mundo, devido aos perigos que cercam esses materiais.

É inegável que, apesar da necessidade de tê-los e dos benefícios que proporcionam, existem riscos claros de exposição e de possíveis acidentes à saúde do trabalhador e ao meio ambiente.

É neste contexto que a FISPQ se faz tão necessária. Por intermédio dela, são disponibilizadas ações para evitar a exposição do trabalhador aos produtos, estimulando a prevenção de riscos envolvidos.

Pois bem, agora eu te pergunto: você sabe a importância e as informações que devem constar no documento? Ainda não? Então confira as respostas no artigo a seguir!

Afinal, o que é FISPQ?

A Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos é um documento que descreve informações sobre produtos químicos, suas características, riscos e perigos envolvidos. Além disso, também fornece:

 

  • Condições seguras de transporte e manuseio;
  • Principais incompatibilidades químicas;
  • Condições adequadas para o armazenamento do produto;
  • Atendimento e orientações em casos de primeiros socorros;
  • Entre outros.

 

Ademais, a FISPQ é obrigatória para a comercialização de qualquer produto químico, pois é um direito do comprador.

Quais informações são obrigatórias?

A FISPQ é regulamentada pela Norma Regulamentadora 26 (NR-26) do Ministério da Economia, que impõe: 

Adoção do Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos, referido pela sigla GHS, em inglês; Elaboração de acordo com a ABNT NBR 14725 Parte 4. 

Sendo assim, o documento deve ser elaborado com 16 seções, contendo informações pertinentes ao produto químico:  

 

  1. Identificação do produto e da empresa;
  2. Identificação de perigos;
  3. Composição e informações sobre os ingredientes;
  4. Medidas de primeiros socorros;
  5. Medidas de combate a incêndio;
  6. Medidas de controle para derramamento ou vazamento;
  7. Manuseio e armazenamento;
  8. Controle de exposição e proteção individual;
  9. Propriedades físico-químicas;
  10. Estabilidade e reatividade;
  11. Informações toxicológicas;
  12. Informações ecológicas;
  13. Considerações sobre destinação final;
  14. Informações sobre transporte;
  15. Regulamentações;   
  16. Outras informações.

 

Para que fique mais claro, separamos outros pontos necessários sobre o tema, continue a leitura!

Importância da FISPQ para a segurança dos trabalhadores

A gestão de segurança química é de fundamental importância para garantir maior proteção da saúde, da vida e das condições normais do ambiente.

A FISPQ é um dos itens importantes para essa segurança. Além de servir para a regulação governamental, o documento é de extrema urgência e valia para garantir a segurança dos trabalhadores.

Isso porque traz informações sobre a classificação das substâncias químicas, riscos e perigos envolvidos, indicação de manuseio e de cuidados em casos de acidentes.

Análise de documentos de segurança química

A elaboração de uma FISPQ exige conhecimentos específicos para o preenchimento da extensa lista de informações e aplicação da metodologia requerida.

Conte sempre com uma empresa especializada em segurança química, que ofereça consultoria para elaboração de documentos de segurança, com análise das FISPQ, implementação do GHS e auditoria da NR-26, a fim de garantir a conformidade da sua empresa.

Além disso, trabalhe com um software para geração automática de FISPQ, F.E, rótulos, SDS e outros, facilitando os processos e o dia a dia da sua empresa.

Quer saber mais informações sobre a elaboração do FISPQ? Entre em contato conosco agora mesmo!

Leave a Comment