empresa

Entenda como o colaborador interno ajuda a empresa

Hoje em dia, ter uma empresa não é o suficiente para atrair os clientes. Existem muitas marcas e informações circulando o tempo todo. Isso confunde o cliente e o deixa em dúvida sobre qual marca ele deve investir ou acreditar.

Por isso, sua empresa precisa ter diferencial, não somente competitivo, mas em sua elaboração, como um todo. Ou seja, a empresa precisa criar sua marca, de forma que ela seja identificada, reconhecida pelo cliente.

Além disso, não basta somente o cliente saber qual é sua marca. Para se manter ativo em um negócio, é importante que o cliente tenha uma ideia positiva do seu negócio, de sua empresa e do serviço oferecido.

É para que isso seja conquistado que temos o chamado employer branding, que também é o assunto desse artigo

Employer branding: definição e importância

O employer branding consiste, basicamente, em técnicas que farão com que sua empresa seja bem vista no mercado, a partir dos clientes. Porém, para atingir o público externo é fundamental atingir o seu público interno.

É nisso que muitas empresas pecam: a forma como trata seus colaboradores. Se eles não “vestirem a camisa” do negócio, provavelmente, os clientes externos também não “vestirão”.

Isso porque são os funcionários que lidam diretamente com o público externo e se eles não estiverem felizes e motivados, demonstrarão isso de alguma forma.

Por isso, quem deseja oferecer um produto de qualidade para os clientes, precisa dar atenção aos seus colaboradores, integrando o time.

A equipe de gestão de recursos humanos tem uma grande responsabilidade e tarefa que se inicia desde a seleção dos funcionários. Escolher funcionários que tenham talento, mas que realmente gostam do que fazem, é fundamental nessa escolha (isso, além da qualificação profissional, a depender do nível da vaga).

No entanto, quando o profissional entra na empresa, ele também precisa continuar a ser treinado e valorizado. É fundamental que sua empresa conte com uma sala de palestra, para que esses treinamentos ocorram.

Assim como se faz necessários os seguintes pontos:

  • Invista na qualificação profissional dos seus funcionários;
  • Promova cursos e treinamentos;
  • Realize integrações entre equipes;
  • Invista na valorização salarial dos funcionários;
  • Treine os gestores para dar feedback, mas também receberem;
  • Preste atenção na comunicação interna.

A boa comunicação é fundamental

A comunicação interna é exatamente a comunicação feita para colaboradores e ela não deve ser somente da chefia aos colaboradores, mas o caminho inverso também precisa ocorrer. Isso é parte da integração da equipe.

Por isso, é importante criar canais de comunicação com seus colaboradores (blog, jornal, mural, rede social corporativa, intranet) e oferecer a estrutura necessária para que todos sejam comunicados.

É necessário gerar valorização do profissional e isso só ocorre se a comunicação interna for feita de forma eficiente.

Sendo assim, nota-se a importância da organização conter:

  • Um plano de comunicação interno;
  • Ter uma cultura organizacional bem definida;
  • Um manual sobre a organização;
  • Um momento para ouvir os colaboradores;
  • Gestores capacitados para orientar a equipe.

O cuidado é essencial para empresa

O colaborador sente quando é especial para a empresa. Por isso, pense em espaços que ele possa se sentir confortável, como é o caso de uma sala de descanso para o momento após o almoço ou o lanche.

É importante ver o profissional como um ser-humano e nesse aspecto, o marketing pode ajudar, pensando ideias e estratégias de como manter esse bom relacionamento com os colaboradores.

Com isso, a equipe de marketing pode criar campanhas internas, que incentivem a motivação do funcionários.

Além disso, é importante cuidar do transporte dos funcionários até a empresa ou em cursos, como o transporte executivo bilíngue, no caso de viagens que sejam necessárias ou para treinamentos.

Empresas que oferecem cursos de capacitação profissional para os seus colaboradores demonstram cuidado e atenção. Vale ressaltar que esses cursos não devem ser ofertados somente à chefia, mas também aos colaboradores da ponta, que estão no dia a dia com o cliente.

Nesse processo de cuidado, pensar na segurança do local é importante, contratando um vigilante para empresa por meio de terceirização do serviço.

No entanto, não se esqueça: a equipe terceirizada, seja no aspecto da segurança, higiene ou alimentação, também precisam de treinamentos assim como se sentir parte da equipe, para que o trabalho flua de forma mais agradável e leve.

Leave a Comment