Shopping online concept - Parcel or Paper cartons with a shopping cart logo in a trolley on a laptop keyboard. Shopping service on The online web. offers home delivery.

Criar e-commerce do zero: principais dicas

Criar e-commerce do zero é um processo que exige dedicação dos empreendedores para que ele se torne um sucesso. E, por esse motivo, a maioria das pessoas busca por dicas que sejam eficazes na criação de sua página. 

Existem várias etapas para criar sites, as quais são essenciais para desenvolver algo que agrade você e seu público. Então, antes de qualquer coisa, é importante ter um bom planejamento. 

Para criar um e-commerce do zero, os empreendedores devem definir os seus objetivos, além de escolher a melhor plataforma e métodos para divulgação. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura. 

Dicas para criar e-commerce do zero

Saber como iniciar um e-commerce do zero é o primeiro passo para quem pretende iniciar suas vendas na internet. Afinal, além de ter um maior alcance, essa página gera excelentes oportunidades aos empreendedores. 

Segundo dados divulgados pelo Neo Trust, somente no primeiro trimestre de 2021, as lojas virtuais tiveram uma alta de mais de 57% em suas vendas em comparação com o mesmo período de 2020. 

Por serem números realmente expressivos, muitos empreendedores têm interesse em iniciar um e-commerce do zero. Porém, não basta criar uma página bonita, ela deve ser otimizada para agradar e atrair os usuários. 

Por esse motivo, é fundamental conhecer dicas para criar seu e-commerce. Embora não seja um procedimento simples, desenvolver esses conhecimentos é importante para facilitar as etapas de criação. 

1. Tenha um objetivo

Antes de qualquer coisa, para criar um e-commerce do zero, os empreendedores devem ter um objetivo. Lembre-se que ele deve ser alcançável e realista. Essa é a melhor maneira de evitar frustrações ou problemas no decorrer das etapas. 

Em um primeiro momento, é importante pensar em seus objetivos macro. Ou seja, faça pesquisas sobre os seus concorrentes, percebendo como está o seu comportamento na internet, além de suas performances em vendas. 

Assim que você analisar essas características com cuidado, a próxima etapa é definir os seus objetivos. Ou seja, o empreendedor deve ter em mente onde pretende chegar com a sua empresa. 

Para que esses objetivos sejam traçados, é importante estabelecer índices para crescimento. Durante essa etapa, crie uma lista com todas essas características, como: novos produtos ou serviços, assim como novos clientes que pretende alcançar.

Após finalizar essa etapa, os empreendedores devem criar uma lista com seus micro-objetivos. Afinal, são esses pequenos passos que permitem você chegar até seu objetivo final. 

2. Escolha uma plataforma para seu e-commerce

Quando você pensa em criar um e-commerce do zero, vai se deparar com uma variedade de plataformas para ele no mercado. Porém, antes de fazer sua escolha, é importante levar em consideração alguns pontos. 

Em linhas gerais, os empreendedores devem descobrir quais são as funções da plataforma, assim como os planos oferecidos. Afinal, existem vários formatos de integração, como formas de pagamento e envio dos serviços. 

3. Defina quais são as formas de pagamento

Quando estiver planejando seu e-commerce do zero, um ponto de extrema relevância são suas formas de pagamento. Ou seja, a forma como o seu cliente poderá pagar pelo seu produto ou serviço. 

Existem alguns critérios importantes que devem ser definidos antes de sua escolha. Especialistas recomendam que a sua loja virtual tenha o maior número de formas de pagamento possível.

Os empreendedores podem integrar em seu site um gateway de pagamento, por exemplo, o PagSeguro. Essa ferramenta funciona da seguinte maneira: ela recebe os dados de pagamento do cliente, contata as empresas do cartão, processa o pagamento, confirma para o cliente e transfere para a sua conta bancária. 

Além disso, com o PagSeguro, os clientes têm várias opções de pagamento disponíveis. É possível realizar suas transações via cartão de crédito, boleto, PIX, transferência bancária, entre outros. 

4. Crie canais de atendimento 

Os canais de atendimento são extremamente importantes para criar um e-commerce do zero. Porém, antes de criar qualquer plataforma, pense sobre a persona que está buscando por seus serviços. 

Ou seja, você deve pensar onde o seu cliente está, e o que ele utiliza para entrar em contato com a sua empresa. Enfim, existem vários canais que podem ser usados com esse objetivo, como: WhatsApp, Instagram, endereço de e-mail, entre outros. 

É importante definir uma estratégia para se comunicar com o cliente e fazer com que ele volte a fechar negócio com a sua empresa. Acima de qualquer coisa, o seu atendimento deve encantar os clientes. 

Enfim, independentemente do seu público-alvo, é importante que seus canais de atendimento sejam diversificados. Afinal, você deve atender as necessidades dos clientes, e isso só será possível estando onde ele está.

5. Defina seus meios de envio 

Quando estiver planejando o seu e-commerce, as formas de envio devem ser definidas. Em linhas gerais, existem duas maneiras de enviar seus produtos aos clientes, são elas: transportadoras ou Correios. 

Em ambas modalidades, existem vantagens e desvantagens. Embora os Correios tenham o método de envio barato, as transportadoras costumam enviar os produtos em um período menor. Para escolher a melhor opção, leve em consideração suas necessidades.

Developing programmer Team Development Website design and coding technologies working in software company office

Como criar sites profissionais do zero

Fazer a criação de site profissional é extremamente importante para conseguir obter bons resultados na internet, mas como é possível fazer isso do zero? 

Se você deseja aumentar sua presença online e conseguir mais clientes em 2022, não existe uma maneira melhor de conseguir isso do que através do seu site. 

Embora criar um site profissional do zero possa soar como algo muito desafiante, a boa notícia é que esse processo se tornou muito mais simples com o passar dos anos. 

Como você está prestes a descobrir, fazer a criação de sites pode ser feita por pessoas que não possuem nenhuma habilidade relacionada a programação de código. Ou seja, não precisa ser um desenvolvedor para criar um site. 

Hoje em dia, existem plataformas para criação de sites que são muito simples de serem utilizadas. 

Neste artigo, você vai conferir alguns passos importantes e que te ajudarão a criar o seu site de forma prática e rápida. Confira! 

Passos básicos para criar sites profissionais

Aqui está a nossa lista com os passos básicos necessários para criar sites profissionais. 

1. Escolha o nome de domínio

Um nome de domínio é o endereço de Internet que os usuários digitam em seus navegadores para acessar seu site. 

Pode ser uma combinação de letras e números, além de uma extensão de domínio, como .com ou .com.br, por exemplo. É importante colocar o nome da sua marca no domínio. 

Depois de determinar o nome do seu site, a próxima etapa é registrá-lo. O registro permite que você reserve o nome escolhido para uso exclusivo por um período específico, como um ano. 

Você pode optar por registrar seu domínio em sites específicos para isso, como o Registro.br, ou pode ser que a sua hospedagem de site ofereça uma opção gratuita para registro.

 

2. Escolha o serviço de hospedagem de site

Para que o seu site seja publicado e visualizado pelo seu público-alvo online, você precisa de um provedor de hospedagem Web, que hospeda ou armazena o seu site em ferramentas chamadas servidores. 

Alguns dos provedores de hospedagem mais bem avaliados são HostGator, Bluehost e Hostinger. 

Dicas para escolher um pacote de hospedagem:

  • Escolha o pacote de hospedagem que atenda a sua necessidade: Nem todos os pacotes de hospedagem são iguais, então escolha o certo para suas necessidades. 
  • Leia as análises: você não quer ficar com o remorso do comprador ou ficar preso a um provedor de hospedagem que não cumpre suas promessas. Certifique-se de verificar as avaliações dos usuários reais antes de decidir sobre um host para o seu site.
  • Nem sempre é uma questão de preço: os proprietários de pequenas empresas estão sempre procurando cortar custos, mas quando se trata de hospedagem de site, convém evitar provedores que não estão preparados para o crescimento, mesmo que sejam os mais baratos. Afinal de contas, você não quer que seu site falhe durante os horários de pico.
  • Teste a equipe de atendimento ao cliente: você precisará de suporte pós-compra, então é importante que escolha um provedor de hospedagem com uma equipe de atendimento ao cliente experiente que esteja disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana através de diferentes canais.

3. Determine como criar o site

Como você cria seu site dependerá muito de suas habilidades. Portanto, é importante saber em qual nível de conhecimento de criação de sites você tem:

  • Iniciante: se “como construir um site” é uma pergunta que você tem feito ao Google várias vezes recentemente e quer construir um site com algum nível de urgência, use construtores de sites amigáveis ​​para iniciantes, como Wix ou Squarespace.
  • Intermediário: se você tiver habilidades adequadas e alguma experiência em codificação, poderá criar um site WordPress ou usar outro software CMS de nível intermediário, como Joomla.
  • Avançado: se suas habilidades de codificação forem bastante avançadas, você pode codificar um site do zero.

4. Configure e personalize o site

Agora é hora de começar a construir o seu site. Lembre-se de que, com alguns construtores de sites, como Wix ,Squarespace e Shopify, você não precisa de um provedor de hospedagem separado. 

Essas plataformas cuidarão da hospedagem do site. Você pode até registrar um nome de domínio com eles, tornando-os uma solução completa.

Para construir um site, as etapas geralmente incluem:

  • Crie a sua conta;
  • Escolha um plano de hospedagem;
  • Registre seu nome de domínio, se ainda não o fez;
  • Escolha um modelo personalizável;
  • Arraste e solte elementos para personalizar seu site;
  • Escolha seus complementos;
  • Adicionar conteúdo;
  • Publique.

5. Inclua e atualize conteúdo

Quando criar o seu site, é muito importante que inclua conteúdo de qualidade, que seja relevante para o seu público-alvo, além de ser otimizado (SEO).

No entanto, também tenham em mente que construir um site não é um tipo de negócio do tipo “crie e esqueça”. 

Seu site deve ser atualizado de forma consistente com conteúdo relevante e útil para atingir seus objetivos em termos de SEO, construção de marca, geração de vendas, construção de autoridade, promoção de listas, etc.

Dicas para atualizar seu conteúdo:

  • Atualize seu tema: uma maneira de atualizar seu site, quando necessário, é trocando um tema que está desatualizado – um que você usa há cinco anos, por exemplo.
  • Dê vida nova ao conteúdo antigo: atualize o conteúdo antigo para torná-lo mais em sintonia com o tempo. Por exemplo, use exemplos ou estatísticas mais recentes.
  • Adapte seu conteúdo: transforme postagens de blog de alto desempenho em outros tipos de conteúdo, como um infográfico ou PDF para download.

 

Conclusão

A criação de sites profissionais definitivamente se tornou um tipo de serviço muito importante nos dias atuais, afinal, as empresas querem ser encontradas na internet. 

No entanto, é possível seguir por uma caminho mais desafiante, como o de criar um site do zero com codificação, ou optar por utilizar ferramentas para criação de sites, que são muito simples de serem utilizadas. 

Tudo vai depender muito da sua necessidade. Se quiser optar pela ajuda de um profissional, para que ele crie seu site do zero, faça pesquisas e escolha um que compreenda suas necessidades. 

Porém, se deseja criar o seu site por conta própria, as dicas que citamos neste artigo te ajudarão a dar os primeiros passos para atingir seu objetivo. 

Young girl is holding cleaning product, gloves and rags in the basin on white background

Dicas de economia para produtos de limpeza para sua empresa

A economia para produtos de limpeza é uma possibilidade, mas é necessário tomar cuidado para esse investimento. Afinal, a limpeza é necessária em qualquer local, seja ele comercial, industrial ou residencial.  

O objetivo da limpeza é sempre o mesmo: deixar organizado, manter a higiene e também a boa aparência do ambiente. Então, se você tem interesse em economizar nos produtos de limpeza, conhecer algumas dicas é essencial. 

Uma das melhores alternativas de economia para produtos de limpeza é investir no mercado online. Afinal, além de extremamente prático, é possível encontrar os melhores valores. Confira, a seguir, mais informações. 

Dicas de economia para produtos de limpeza

A limpeza de ambientes corporativos, industriais e executivos é importante. Afinal, além de tornar o ambiente organizado, ele higieniza e mantém uma boa aparência. Embora seja necessário em todos os locais, os produtos costumam ser caros. 

Existem algumas dicas que permitem economia para produtos de limpeza, essenciais para qualquer pessoa, principalmente se você é dono de um negócio. Afinal, para manter um ambiente organizado, não é necessário gastar muito. 

Enfim, os empreendedores não precisam gastar grandes quantias em produtos de limpeza, mas sim controlar o uso deles. Porém, existem mais dicas eficazes para economizar até mesmo durante a limpeza, utilizando seu dinheiro da maneira correta.

1. Utilizar a gestão e o planejamento

A limpeza é importante para organização de qualquer local, seja comercial, industrial ou residencial. Mesmo assim, ela costuma ser negligenciada por grande parte dos empreendedores, cabendo aos funcionários definir quando e como realizá-la. 

Cabe ao gestor de uma empresa centralizar o comando do setor. Porém, se for uma empresa pequena, essa não precisa ser uma dedicação exclusiva, mas ainda sim é necessário ter responsáveis por essa tarefa. 

Primeiramente, o gestor deve mapear a empresa, identificando todas as áreas que são consideradas críticas para a limpeza, que incluem os locais que sujam com facilidade e estão à vista dos clientes. 

Assim que a empresa é mapeada, o próximo passo é encontrar as melhores soluções para isso. Ou seja, ele deve criar uma escala de equipe, decidir quais equipamentos são necessários, todos os produtos e o treinamento para obter a melhor organização. 

2. Não realize compras “picadas”

Uma excelente maneira de economia para produtos de limpeza é evitar as compras “picadas”. Ou seja, as compras feitas várias vezes durante o mês, dificultando o controle dos itens disponíveis, assim como o gasto feito com cada um deles. 

Os empreendedores devem dar preferência para as compras maiores. Afinal, dessa maneira, novas oportunidades para negociação são abertas, adquirindo todos os produtos com o mesmo fornecedor, mas com descontos. 

3. Controlar o estoque disponível de cada produto

Todas as empresas devem ter controle do estoque disponível. Afinal, quando essa ferramenta é utilizada, é possível colocar a dica anterior em prática, conferindo quais produtos estão disponíveis, assim como aqueles que estão acabando. 

Isso mostra a necessidade de obter novos itens para o seu negócio. Ou seja, os empreendedores podem verificar como está o seu estoque atualmente, aproveitando a oportunidade para investir em novos produtos. 

Quando a empresa possui esse controle, fica fácil identificar a duração média de cada produto. E, com isso em mente, montar uma rotina de compras de acordo com a sua necessidade. 

4. Conscientizar os funcionários 

A economia para produtos de limpeza só será possível quando os funcionários da empresa compreenderem sobre isso. Ou seja, é importante entrar em contato com cada um deles, informando sobre a necessidade de economizar conforme essas medidas são aplicadas.

Os produtos devem ser aplicados corretamente, seguindo todas as instruções conforme mostra a embalagem. Dessa forma, você evita o desperdício, garantindo melhores resultados para a limpeza de sua empresa.

5. Conheça todos os produtos bons e baratos

Outra dica de economia para produtos de limpeza é conhecer as opções boas e baratas disponíveis no mercado. Afinal, mesmo que existam diversas modalidades, cada uma delas conta com uma especificação e modo de uso. 

Os empreendedores devem conhecer as principais diferenças que existem em cada papel, sabonete e limpador disponível no mercado. Essa é a melhor maneira de extrair o que cada um deles tem de melhor. 

6. Terceirize os serviços e os investimentos

Para a empresa não ter gastos com a instalação, a terceirização é o caminho indicado. Afinal, quando essa alternativa é seguida, os empreendedores evitam gastos com manutenções e reparos dos dispensers.

Lembre-se de buscar por empresas que sejam referência para esse tipo de serviço dentro do mercado. Uma ótima saída é o comodato, pois a empresa não terá nenhum gasto além dos produtos de limpeza necessários. 

Além disso, lembre-se de encontrar um bom fornecedor para esse tipo de produto, nunca deixando de lado a qualidade. Essa é a melhor maneira de organizar a sua empresa, garantindo a economia para produtos de limpeza.

9 dicas essenciais para administrar um supermercado

9 dicas essenciais para administrar um supermercado

Administrar um supermercado não é nada simples. Quem trabalha nessa área precisa lidar com as demandas de clientes, as necessidades dos colaboradores, a relação com os fornecedores, entre outros públicos. 

Além disso, os gestores devem sempre se manter atentos para maximizar a qualidade dos processos adotados, a fim de colocar a marca à frente da concorrência.

Principais cuidados com sua saúde para o fim de ano 2021

Principais cuidados com sua saúde para o fim de ano 2021

Depois de mais um ano desafiador, que continuamos a fazer teste de covid, manter o distanciamento social, entre outros cuidados devido a pandemia, a maioria das pessoas estão prontas para dar adeus a 2021 e começar 2022. 

A saúde é sempre uma prioridade no início de um novo ano, mas devido a pandemia de Covid-19, manter um estilo de vida saudável é mais importante do que nunca, inclusive no fim de ano. 

792449

Criação de site WordPress: por onde começar?

Ao contrário do que muitos podem imaginar, trabalhar com criação de sites não é um bicho de sete cabeças. Com a evolução do mercado digital, o desenvolvimento de loja virtual se tornou uma ótima alternativa para novos empreendedores lançarem o seu negócio e começarem a vender os seus produtos. 

Mas, se você não sabe como fazer isso, não se preocupe! O WordPress é uma ferramenta muito intuitiva. Dessa forma, mesmo que você não tenha conhecimentos técnicos específicos, você vai conseguir criar o seu site sem maiores dores de cabeça. 

Para ajudá-lo nessa tarefa, preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber para criar o seu site. Sem mais delongas, vamos conferir?

Como é a criação de site WordPress? Veja o passo a passo!

Para a criação de um site em WordPress, é necessário entender a necessidade, e a finalidade, para que então, inicie-se o desenvolvimento.

Defina a estrutura do seu site

Antes de passarmos para a parte técnica, você deve imaginar a estrutura do seu site. Afinal, o que você precisa: de um blog? De um site institucional? Um e-commerce?

Todas essas questões são muito importantes para começar a estruturar a sua página. Isso porque cada uma delas conta com um formato diferente, precisando de funcionalidades específicas para servir ao cliente.

Em contrapartida, você deve também já definir o seu público-alvo nesta etapa. No futuro, isso vai ser importante para pensar na identidade visual da página e os recursos adicionados para garantir a usabilidade do site. 

Com uma ideia em mente, já fica mais fácil passar para as próximas etapas. 

Defina o seu nome de domínio

Além disso, é muito importante escolher um nome de domínio que reflete o seu negócio. Ele deve ser simples, fácil de lembrar e, é claro, único. 

O domínio representa a sua marca. Portanto, é o primeiro contato do cliente com o seu site. Então, não deixe de pensar bem no nome que vai acompanhar sua empresa pelos próximos anos. 

Escolha um bom serviço de hospedagem de sites

A criação de site WordPress também envolve os serviços de hospedagem. Nesse caso, é importante avaliar alguns critérios específicos, como por exemplo: 

  • Quantidade de recursos que você precisa; 
  • Tempo operacional;
  • Suporte ao consumidor; 
  • Usabilidade e; 
  • Custo x benefício. 

A combinação de todos esses fatores é o que vai determinar a melhor opção para sua empresa. 

Instale o WordPress

Logo em seguida, você deve também instalar o WordPress em seu plano de hospedagem. 

A boa notícia é que essa tarefa é muito fácil de ser realizada. Em menos de 5 minutos, você já consegue integrar o WordPress ao seu ambiente de hospedagem, começando a criar o site sem mais problemas. 

É também nesta etapa que você vai definir os e-mails de administradores de conteúdo e editores, escolher o título do site, a URL e as informações descritivas na página. 

Todos os campos do WordPress são personalizáveis e intuitivos, ajudando você a dar os primeiros passos em direção à criação da página. 

Escolha o tema para a criação de site WordPress

Outra grande vantagem do WordPress é a disponibilização de centenas de templates gratuitos. Ou seja, mesmo que você ainda não tenha um site desenvolvido, é possível escolher entre as versões personalizadas para colocar o site no ar. 

Em contrapartida, se você preferir criar o site do zero, também é fácil aplicar o código no WordPress. Nesse caso, lembre-se de desenvolver uma página que siga a sua identidade visual e tenha o seu logo para ajudar os clientes a lembrarem da página. 

Adicione os plug-ins mais importantes

Em seguida, é hora de escolher os plug-ins que vão ajudar a personalizar o seu site. A plataforma conta com mais de 40 mil recursos adicionais, incluindo campos de SEO, botões de redes sociais, widgets de segurança e muito mais. 

Dentre os principais plug-ins para investir na criação de site WordPress, destacam-se: 

  • WooCommerce ‒ essa é uma ótima opção para quem quer desenvolver uma loja virtual, já que permite a inclusão de recursos próprios para as vendas online;
  • Yoast SEO ‒ o Yoast SEO ajuda você a otimizar o conteúdo da sua página para os mecanismos de busca, conseguindo posições melhores na busca do Google; 
  • W3 Total Cache ‒ melhore a velocidade de carregamento da página e; 
  • Keyy Two Factor Authentication ‒ protege a página de visitantes não desejados. 

Com esses plug-ins, você já terá uma experiência muito mais personalizada no WordPress. 

Conclusão: como é a criação de site WordPress?

Como você pode ver, são poucos os passos para você ter um site profissional e funcional para o seu negócio. Tratando-se de uma ferramenta muito intuitiva e versátil, o WordPress é a melhor solução para o desenvolvimento de lojas virtuais, blogs, sites institucionais e muito mais.

Então, não perca mais tempo e comece a criar a sua página agora mesmo!

Se você ainda tiver dúvidas sobre a criação de sites, deixe seu comentário no espaço abaixo. Além disso, aproveite também para compartilhar o artigo nas redes sociais. 

Como a contabilidade pode ajudar sua MEI

Como a contabilidade pode ajudar sua MEI?

Quem tem espírito empreendedor, quer ser seu próprio chefe ou sair da informalidade tem encontrado como alternativa a abertura de uma MEI (microempreendedor individual). 

É um formato de empresa simples, menos burocrática e com baixa carga tributária, permitida para algumas atividades que não sejam regulamentadas por entidades de classe.

Criação de conteúdo digital o que é importante saber

Criação de conteúdo digital: o que é importante saber?

Em pleno século XXI podemos ver surgir junto ao novo milênio uma nova era, muito mais tecnológica e abrangente que as demais anteriores a ela. Esse novo tempo conta com a internet como mentora, dona de todas as comunicações e até mesmo das novas relações. Esse aumento do uso da internet começou gradativamente, mas depois da pandemia da COVID19, aumentou de uma forma muito rápida, incluindo todas as pessoas e classes sociais em seu uso.

Como reduzir a inadimplência na imobiliária? Acompanhe 3 dicas

Como reduzir a inadimplência na imobiliária? Acompanhe 3 dicas

Em tempos de crise, um dos grandes medos que um corretor de imóveis tem é a inadimplência na imobiliária. Esse é um problema mais importante que uma empresa que lida com pagamentos recorrentes deve se preocupar em resolver. Mas como reduzir a inadimplência na imobiliária? Acompanhe 3 dicas e veja como evitar isso.